Seiscentos dias depois, CREMAM se posiciona sobre ‘Caso Bianca’

Do site IdBentes.com.br, do jornalista Mário Bentes:

O Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CREMAM-AM) publicou, no último dia 27 de setembro (terça-feira), documento de desagravo público contra a rádio CBN Manaus por conta das primeiras perseguições contra a médica e funcionária pública Bianca Abinader Gavinho, ocorridas nos dias 4, 5, 6 e 7 de janeiro de 2010 – época em que a médica ainda estava grávida. O documento consta no Diário Oficial do Estado e também foi publicado, mediante pagamento, em alguns jornais da cidade.

O desagravo atesta que a profissional foi “difamada, bem como teve sua reputação profissional abalada em reportagem veiculada no dia 5 de janeiro de 2010 na rádio CBN Manaus”. O mesmo documento revela que a entidade aprovou pela publicação do desagravo no dia 9 de junho deste ano, após sessão plenária. Somente um mês depois, o mesmo documento foi despachado e, após mais dois meses, publicado.

No total, do dia da primeira perseguição feita pela CBN e por seu mandatário, Ronaldo Tiradentes, à médica Bianca Abinader, até a data da publicação do documento de desagravo, passaram-se 631 dias. De lá pra cá, já são incontáveis as ocasiões em que Ronaldo Tiradentes usou os microfones da rádio para voltar a atacar a médica com rótulos de “gazeteira” e até de “vagabunda”. E contando com apoio irrestrito da Prefeitura de Manaus para a elaboração de sindicâncias que, mesmo sem nada apontar contra Bianca, acabam servindo de combustível para a proliferação de mais mentiras.

Apesar de absurdo o intervalo de tempo entre os fatos e as reações, há uma explicação: o CREMAM se viu obrigado a fazer uma investigação cautelosa para averiguar as “denúncias” trazidas pelos gritos histéricos de Ronaldo Tiradentes e das reportagens que não apuravam coisa alguma. O mais importante, porém, é que a entidade chegou à conclusão que todos os documentos empunhados pela médica já afirmavam: que ela sofria uma série de ataques furiosos de calúnia, contrários a todos os fatos.

Só nos resta perguntar: quanto tempo levarão as próximas reações dos órgãos que representam os médicos neste Estado (e os cidadãos em geral) em relação às outras infindáveis acusações caluniosas de Ronaldo Tiradentes? Até quando a CBN, a troco da manutenção do status quo econômico fruto de uma relação de simbiose com a Prefeitura de Manaus, vai insistir em proliferar mentiras sem que os órgãos representantes dos direitos humanos façam alguma coisa?

São perguntas que espero ver respondidas pelo menos antes que a filha de Bianca, que não chegou a ver os primeiros ataques contra a mãe, atinja a maioridade.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s